As únicas desculpas que você tem são aquelas que você mesmo cria, por Rogerio Minotouro

As únicas desculpas que você tem são aquelas que você mesmo cria, por Rogerio Minotouro

Muitas vezes nosso maior inimigo é a nossa própria mente. Nós criamos nossos próprios limites…

É muito mais fácil arrumar desculpas, reclamar, esperar a hora perfeita, culpar os outros ou as circunstâncias para justificar algum resultado ruim ao invés de assumir a autorresponsabilidade e dar o nosso melhor para mudar.

Não é o que acontece à você, mas a maneira com que você reage ao que acontece é o que vai determinar se vai ou não dar certo. Nós somos os reflexos das nossas ações, somos as escolhas que fazemos e somos também as pessoas que nos tornamos diante à forma como escolhemos lidar com as nossas glórias e revezes da vida.

Uma vez eu estava lendo um livro que dizia que você é 10 %  o que acontece e 90 % é como você reage a isso. Focar os 90% numa reação positiva para encontrar a solução para uma situação ruim é a melhor forma de melhorar o que aconteceu.

Ninguém tem vitórias o tempo inteiro. Mas, quando você está diante de uma situação que não é muito agradável ou até mesmo ruim, a forma como você reage é essencial para o seu sucesso. Todos nós estamos passíveis a erros e o que vai te diferenciar é como você trata este teu erro. O que você busca: solução ou viver do passado eternamente alimentando algo que não te faz bem? É hora de sacudir a poeira e dar a volta por cima!

Nas piores situações tem pessoas que se superam e conseguem resultados extraordinários porque assumem a autorresponsabilidade e reagem de forma positiva ao que acontece, procuram ver de alguma forma o lado positivo, aprender com os erros ou aproveitar cada dificuldade e enxergar oportunidade. Tem um ditado que diz que na dificuldade enquanto alguns choram outros vendem lenço.

No livro O Poder da Ação, o autor Paulo Vieira definiu “Autorresponsabilidade como a crença que você é o único responsável pela vida que tem levado, sendo assim é o único que pode mudá-la! […] Você está aonde se colocou. A vida que você tem levado é mérito seu seja pelas suas ações conscientes ou inconscientes, pela qualidade dos seus pensamentos, comportamentos e palavras. Seja até mesmo pelas crenças que se permite ter”.

Sabendo disso somos os únicos responsáveis pelos nossos resultados.

E para fechar este artigo eu queria citar mais um dito popular que fala sobre: todas as pessoas têm um lobo bom e um lobo mau dentro de si. Então dependendo a qual lobo você decide alimentar (bons ou maus pensamentos, boas ou más ações) este lobo vai ficando mais forte. Se você alimenta o lobo mau, então você está em um caminho ruim, mas se você está alimentando o lobo bom, certamente boas coisas acontecerão com você. Se somos autorresponsáveis, precisamos saber que cada nossa ação vai nos levar a um caminho. Então, qual é o lobo que você tem alimentado mais nos últimos tempos?!

“Aquele que for capaz de perder uma corrida sem culpar os outros pela sua derrota tem grande possibilidade de algum dia ser bem sucedido”. ~Napoleon Hill

administrador