CRÔNICA: Traçar metas nos treinos ajuda a diminuir as faltas nas aulas

CRÔNICA: Traçar metas nos treinos ajuda a diminuir as faltas nas aulas

Você que já é praticante de uma arte marcial já deve ter passado por momentos de desmotivação. Todo mundo passa por isso, às vezes a gente não quer simplesmente ir para a aula porque está cansado, estudou ou trabalhou muito durante aquela semana e quando você menos espera estas semanas se tornam meses e anos e, praticar um exercício físico saiu completamente da sua rotina.

Na minha casa, por exemplo, eu e o meu esposo lutamos. Ele pratica Muay Thai e eu Jiu-Jitsu. Embora ainda não sejamos graduados, não é de hoje que temos contato com artes marciais. Estamos sempre tentando incluir na nossa vida, mas nem sempre é possível.

Se eu fosse traçar um mapa mental sobre todas as coisas que nos impossibilitavam de treinar, nenhuma delas está relacionada com lesão ou uma questão de saúde. Logo, estas impossibilidades se tornam simples desculpas que damos a nós mesmos para justificar aquela falta no treino.

No entanto, tem uma coisa que eu percebi que começou a dar certo quando comecei a aplicar: objetivos de treino. Quando eu deixei de treinar só por treinar e coloquei uma meta com prazo de vencimento, todas as desculpas sumiram porque eu me senti comprometida com a minha aula e isso faz uma diferença gritante nas nossas vidas, pode apostar. Com meu esposo funcionou da mesma forma e graças a este sistema de prazos sua rotina mudou completamente.

Mas, veja bem estas metas precisam ser pensadas com muito carinho porque são elas que vão segurar a tua frequência nas aulas de artes marciais. Vamos supor: todo mundo que luta Jiu-Jitsu tem o objetivo de aprender novas técnicas e trocar de faixa. Contudo, estabelecer uma meta com prazo para isso acontecer vai deixar você mais motivado porque a sua cabeça vai começar a pensar que um dia perdido vai interferir aonde você quer chegar.

Eu estabeleci que a minha meta é trocar de faixa até dezembro. Eu quero pegar a minha faixa azul na graduação de dezembro de 2018 e quanto eu dei este start do meu cérebro, simplesmente parei de faltar às aulas porque estava me sentindo muito cansada ou por outra desculpa qualquer.

Por mais que gostamos de fazer uma coisa, não tem jeito… Se você não colocar uma meta que te faz levantar da cama todos os dias, que faz o seu coração bater mais rápido, a sua motivação vai desacelerando com o tempo. É neste ponto de ignição que você precisa interferir e agir de maneira inteligente. Sentiu que está desacelerando, coloque uma meta nova e não deixe de cumprir.

Seja determinado e coisas boas vão acontecer na sua vida.

Oss

**Tamyris Torres é Jornalista, Pós graduada em Jornalismo Esportivo e Negócio do Esporte. Gestora do Departamento de Marketing e Assessoria de Imprensa da Team Nogueira.

administrador