CRÔNICA: Grande parte das pessoas que se matriculam nas academias desiste nos primeiros meses porque não sabem lidar com a ansiedade. Você quer entrar para a estatística?

CRÔNICA: Grande parte das pessoas que se matriculam nas academias desiste nos primeiros meses porque não sabem lidar com a ansiedade. Você quer entrar para a estatística?

Não sei se contigo funciona desta forma, mas comigo é exatamente assim: quando eu começo a praticar uma atividade nova, fico tão motivada com as novidades que quero abraçar o mundo com as pernas. Daí entro em um ciclo vicioso que é tentar conciliar muitas atividades novas com a minha agenda de trabalho e familiar, que já são cheias.

Então, em um dado momento eu percebo que não estou dando conta de todas as atividades novas que eu me dispus a realizar e a minha vida fica totalmente desorganizada. Daí eu paro tudo o que estava fazendo de uma vez só para assumir o controle das responsabilidades, que devem estar sempre em primeiro lugar em nossas vidas.

Para exemplificar os dois parágrafos acima, eu ilustrarei com as questões que envolvem as atividades físicas.

Imagine você que é sedentário e está procurando um novo exercício para cumprir o seu objetivo que é de ter uma vida mais saudável e emagrecer. Então você encontra algo que realmente está te motivando e você está tão feliz com a sua nova conquista que acha que se comprometer com outras modalidades de exercícios te ajudará ainda mais neste processo.

No entanto, você começa a perceber que o rendimento não está mais sendo o mesmo, você está se sentindo muito cansado porque está extrapolando a sua capacidade corporal e ainda tem que cuidar da família e do seu emprego. E, quando menos espera se vê na posição de ter que jogar tudo para trás porque está com muitas pendências para organizar a vida e se exercitar agora deixou de ser uma prioridade.

O que eu quero dizer com isso: cuidado com a ansiedade. É muito normal ficar completamente entusiasmado com novas atividades físicas, elas estimulam as nossas sinapses nervosas e enviam comandos ao nosso cérebro que nos respondem com sensações físicas de bem estar e de que somos capazes de fazermos o que quisermos. No entanto, se você não souber controlar este ímpeto, vai acabar perdendo o seu foco no caminho e é exatamente por este motivo que muitas pessoas desistem da academia um ou dois meses depois que se matriculam.

Sendo assim, aqui seguem algumas dicas que você pode colocar em prática antes mesmo de escolher a modalidade que você quer praticar, seja ela Muay Thai, Jiu-Jitsu, Ladies Camp, Funcional, que seja. Qualquer um destes programas, se você não está acostumado ainda a praticar uma atividade física, deve ser iniciado com parcimônia se você quiser continuar seguindo o seu planejamento de ter uma vida mais saudável e eu digo isso por experiência própria, pois eu sou uma pessoa que precisa sempre controlar a minha ansiedade quando o assunto é academia.

  • Escolha uma modalidade que você realmente goste

Uma vez eu li uma pesquisa de uma neurocientista de Harvard que explicava que o nosso cérebro é o órgão mais preguiçoso e que ele automatiza todas as tarefas baseadas nos hábitos de uma pessoa. Sendo assim, você que é sedentário vai sofrer com sabotagens do seu próprio cérebro quando começar a querer mudar a sua rotina e introduzir novas atividades físicas. O seu cérebro vai querer que você pare porque ele tem preguiça de mudar a sua ‘configuração’. Então o segredo para você passar ileso deste primeiro teste é: insistir em fazer aquilo e é por isso que você deve fazer algo que realmente goste, que te dê prazer, pois assim terás um bom motivo para continuar praticando. Com o tempo o seu cérebro vai entender que há um novo hábito na sua vida e, portanto, vai automatizá-lo.

  • Opte apenas por uma atividade por vez

Sim, eu sei que você vai começar a participar de um mundo novo e com muitas modalidades à sua disposição. Contudo, foque no seu objetivo. O nosso tempo, hoje em dia, é super curto e já é quase impossível se dedicar a uma modalidade só, então lide com a sua ansiedade de querer fazer tudo ao mesmo tempo, pois fazer tudo ao mesmo tempo não vai te ajudar a conseguir acelerar o seu objetivo, só vai te cansar mais, vai te sobrecarregar e é aí que mora o perigo, porque você vai querer desistir quando sentir que o seu corpo está em sobrecarga e os seus horários não estão mais batendo. Com o tempo você vai poder escolher outra atividade, se assim você desejar, mas lembre-se: acalme a ansiedade por resultados.

 

  • Mantenha a constância na atividade que você escolheu

Bom, por fim, agora que você já escolheu algo que realmente goste e está driblando a ansiedade de maneira eficaz, esta é a hora de você manter o hábito na atividade que escolheu. Lembra que eu disse na dica 1 que o cérebro trabalha com hábitos? Logo, a sua tarefa agora é transformar isso tudo em hábito e ter uma constância no exercício. Este estímulo vai se tornar uma rotina para o seu cérebro e ele vai parar de ficar brigando contigo sobre esta nova atividade porque ela deixará de ser ‘nova’ e o seu cérebro vai passar a automatizá-la como um hábito. Além disso, é importante manter a rotina nos exercícios também para que os resultados no corpo apareçam de forma assertiva, pois não adianta praticar uma vez na semana e achar que com isso vai conseguir bater a sua meta de uma forma positiva.

Os profissionais de Educação Física recomendam o mínimo de 3 vezes por semana praticando uma atividade física. Quanto mais melhor, mas 3 dias é o básico para quem está iniciando.

É isso amigos, espero que tenham gostado destas dicas e que possam colocar em prática na vida de vocês!

Oss

**Tamyris Torres é Jornalista, pós graduada em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, Gestora de Marketing e Assessora de Imprensa da Team Nogueira.

administrador