A fisioterapia e os atletas de alto rendimento, por Renata Paiva

A fisioterapia e os atletas de alto rendimento, por Renata Paiva

Na cabeça das pessoas a fisioterapia representa lesão. A maioria das pessoas imagina que o fato de precisar de um fisioterapeuta significa estar machucado. O problema é que para atletas de alto rendimento o corpo nunca pode estar lesionado ou não deveria nunca se lesionar. Viver no meio de atletas de MMA no início me pareceu frustrante, pois a cada dia uma lesão nova podia aparecer, antes mesmo de outra já existente ser eliminada! A maior dificuldade estava exatamente aí, eliminar ao máximo recidivas e lesões por disfunções pré-existentes. Ou seja, o objetivo passou a ser mostrar a cada um deles a importância da prevenção, mostrando como deixar o corpo preparado para a batalha diária que exige tanto da estrutura, funcionando de forma perfeita. É preciso identificar a particularidade de cada atleta.

Mas vamos lá, a lesão aconteceu? Esse atleta sempre tem menos tempo para se tratar pois seu corpo é seu instrumento de trabalho. Cada cobrança, cada dia a menos de treino, cada luta adiada pode atrapalhar de forma muito significativa a carreira desse atleta. E os maiores inimigos do atleta lesionado são o medo e a dúvida em relação à sua real condição de recuperação. A primeira coisa que eu ouço sempre é: Dra; em quanto tempo você acha que eu volto a poder treinar? Procuro trabalhar sendo a mais sincera possível, mas me envolvo sempre o máximo que posso para usar o momento que eu costumo chamar de momento positivo da recuperação. Esse momento é iniciado assim que a avaliação sobre a lesão é feita.

No momento positivo eu tenho um atleta confiante e dedicado a sua recuperação, que tem apenas mais um desafio e atletas são bons em desafios! Procuro ao máximo mostrar a eles cada mínima evolução pois estes vivem de conquistas e cada evolução é uma conquista. A relação do fisioterapeuta com qualquer paciente deve ser bem justa, sincera e parceira. Com atletas principalmente! Com a confiança adquirida eu tenho domínio sobre uma mente vitoriosa e assim consigo uma recuperação fantástica! Atletas tem mentes vitoriosas e encaram até as derrotas como conquistas de aprendizado e força para uma nova batalha. É nesse link que costumo trabalhar com eles, sempre motivando, sempre sendo sincera na gravidade das lesões e deixando claro que ele não está sozinho, mas que para isso eu quero dedicação. E assim toda a energia que esse atleta tem para buscar as vitórias nas lutas ele deposita na sua recuperação, tornando meu trabalho muito prazeroso e muito mais fácil. A responsabilidade é muito grande, pois qualquer falha na conduta escolhida pode atrasar o resultado e isso me tira do momento positivo e pode me deixar de frente com um atleta frustrado, dificultando a recuperação e atrapalhando a carreira desse atleta.

Então, ando pela academia para ter conhecimento sobre o ambiente de trabalho deles, sempre buscando falar com cada um, percebendo como estão, ouvindo com paciência cada reclamação, pois sempre tem uma(risos) e prontamente elimino as possíveis paranoias cortando as preocupações desnecessárias, lembrando que são atletas de esporte de contato e muitas vezes terão dores por contusões nada preocupantes.

E bola pra frente! O comando verbal aliviando e tirando aquele medo muitas vezes já proporciona um treino diferente. Acima de tudo peço a Deus todos os dias que me mostre a melhor forma de ajudar a essas pessoas maravilhosas chamadas de atletas.

Renata Paiva é fisioterapeuta e presidente da CRP Fisioterapia @crpfisioterapiaoficial

 

Faça uma Aula Experimental na Team Nogueira

administrador