Sorte ou Trabalho Duro? Por Rogerio Minotouro

Eu vou contar uma história…

A gente cresce achando que a genialidade é um talento inato e está no nosso DNA, mas a ciência já provou que não é verdade, pois todos os considerados ‘gênios’ praticaram intensamente, ao longo dos anos, e muitos se inspiraram em algum modelo.

E como exemplo, gosto de citar a história de um dos maiores ícones do boxe mundial…

Ao passar da infância à adolescência, Mike Tyson estava longe de ser o menino mais temido na rua e, na verdade, era o objeto das piadas e abusos daqueles ao seu redor.

Quando tinha 12 anos, teve muitos problemas de bullying e ficou agressivo, se tornou um criminoso até que ele acabou em uma penitenciária juvenil. Tyson chegou brigando com os outros meninos até que ele conheceu o boxe e começou a dominar seus instintos sob os ensinamentos de Bobby Stewart, um dos conselheiros da prisão que tinha sido campeão das Luvas de Ouro há alguns anos.

Além disso, teve um caso que provavelmente foi fundamental para ele ter se tornado um lutador: certa vez, Muhammad Ali visitou a prisão para tentar motivar os presos, uma visita que deixou uma profunda impressão sobre Tyson, que começou a treinar a nobre arte.

Tomou gosto pelo treino e o seu comportamento tornou-se exemplar, ele aprendeu a ler e escrever e, em três meses, avançou o equivalente a três notas da escola. Enquanto isso, seu corpo já havia atingido 90 quilos de puro músculo na academia.

O boxe estava começando a ser o caminho para colocar a vida de Mike Tyson a canalizar seu instinto!  Depois daquela visita, Mike Tyson se tornou  um jovem determinado. O site ‘Takedown’ conta a incrível história da promessa feita pelo jovem Mike Tyson à Mohamed Ali:

No dia 2 de outubro de 1980, Mohamed Ali enfrenta Larry Holmes em Las Vegas. Aos 38 anos, a lenda do boxe inglês tenta o impossível: parar Holmes e sua série de 35 vitórias para nenhuma derrota. Naquela noite, Holmes vai literalmente deitar e rolar sobre Ali. Na academia, um jovem boxeador fica muito irritado de ver seu ídolo ser parado no final do 10º assalto, ele não aceita mais o fato de ver seu herói sobrevivendo a cada etapa do combate. No dia seguinte, pela manhã, Cus Amato, o mentor de Tyson, liga para Ali. Ele lhe explica que um jovem boxeador que se tornaria um dia o campeão mundial desejava falar com ele. O jovem Mike, de 14 anos, então decidiu pegar o telefone e prometer a Ali uma vitória para apagar a derrota do seu ídolo.

Sete anos mais tarde, como tinha previsto Cus d’Amato, Tyson se torna campeão do mundo dos pesos pesados e defende seu título contra Larry Holmes. D’Amato convidara Ali a assistir ao combate em frente ao ringue. Durante a apresentação dos boxeadores, Mohamed Ali aparece no ringue. Logo antes de sentar-se, Ali aproveita e lembra Tyson da promessa feita há 7 anos, “ganha dele por mim”.

Mike Tyson coloca sua promessa em prática e termina com Holmes por nocaute no quarto assalto. Holmes estava sem dúvida longe de pensar que sua vitória contra Ali iria motivar um jovem boxeador a treinar mais…

Aquilo o fez acreditar que tinha condições de chegar lá. Treinou em  aperfeiçoar suas maiores características e oito anos  mais tarde virou um dos maiores lutadores de todos os tempos.  Ele aprendeu a usar suas características ao seu favor, ele era veloz e agressivo e suas lutas não passavam dos primeiros rounds.

Tem uma entrevista dele em que o repórter pergunta por que ele acordava às 4:30 da manhã e às 5:00 ele já estava correndo…

Ele respondeu que ele treinava enquanto o oponente estava dormindo. Aos 14 anos de idade treinava com um grande treinador que sabia muito boxe e treinava grandes lutadores. Ele estava treinando todos com muito foco e paixão pelo boxe. Continuou treinando e aperfeiçoando mais, teve uma grande influência do maior boxeador de todos os tempos que foi Mohamed Ali.

Com 20 anos, venceu o título mundial. E, neste momento, todos os amantes do boxe devem ter pensado: “- esse jovem é um verdadeiro fenômeno,  o campeão mundial peso pesado mais novo  do mundo”

Aí eu te pergunto “fenômeno”?

Será mesmo que foi apenas talento que fez o fez chegar lá?

Foram oito anos de treino, muitas horas por dia aperfeiçoando com os melhores treinadores, buscando melhorar 1% por dia, várias dificuldades na rotina do treinamento de alta performance… Isso não é sorte.

Hoje, eu acabei lembrando dessa história e resolvi contar aqui no blog para que você possa entender que é no seu processo de melhoria que vai fazer acontecer os resultados.  O sucesso acontece todos os dias na sua vida não e não é do dia para a noite. Cada dia de prática é importante para te  levar ao próximo nível na subida rumo ao sucesso!

administrador